Dois homens viajavam por toda a extensão do território banhado pela luz do sol. Um era um artesão e o outro um homem da lei. Sua viagem estava agradável. A estrada era ampla e havia hospedarias nas quais podiam descansar durante a noite. Policiais e soldados costumavam passar por essa estrada, então os dois viajantes sabiam que estavam a salvo de ladrões ou de qualquer um que quisesse causar-lhes mal. Por conseguinte, apesar de essas circunstâncias serem bênçãos, a viagem estava sem empolgação ou desafios. Após vários dias, a estrada levou-os a uma floresta alta, muito escura e fechada. O homem das leis parou na beira da floresta e se negou a dar mais um passo.

“precisamos entrar na floresta”, insistiu o artesão. “Ela faz parte da viagem.”

“Mas eu não gosto dessas sombras profundas”, disse o homem da lei. “Não sei o que poderia estar se escondendo aí na escuridão. Pode haver ladrões prontos a nos atacar, ou talvez animais ferozes e selvagens.”

“É verdade”, respondeu o artesão. “A floresta é um lugar onde muitas coisas habitam. Pode haver outros viajantes, ou coisas desconhecidas e perigosas. Porém não saberemos até entrarmos nessas sombras. Mas há algo lá que é a coisa mais perigosa de todas. Isso eu sei com certeza”

O homem da lei recuou amedrontado. “O que você quer dizer? O que pode ser mais perigoso do que ladrões ou animais selvagens?”

“Os seus medos”, respondeu o artesão, ao entrar na floresta.

Ele se embrenhou nas sombras. Por mais de uma vez, escondeu-se de quadrilhas de ladrões que esperavam para assaltar pessoas. Em outra ocasião, subiu em uma árvore para escapar do alcance de um urso feroz. Antes de chagar ao outro lado da floresta, teve que se desviar da trilha para encontrar água, e se perdeu. Mas conseguiu encontrar a trilha novamente e, após vários dias e noites, conseguiu sair do outro lado da floresta, e encontrou novamente o brilho do sol.

Em quanto isso o homem da lei permaneceu na beira da floresta, com medo de enfrentar as sombras.

Comentários sobre a história:

O que você acha que aconteceu com o homem da lei?

Acho que às vezes criamos nossas próprias sombras

Então, talvez, ele nunca tenha chagado a perceber que seus medos tornavam a floresta mais escura do que ela realmente era.

E que o artesão aprendeu?

As vezes temos que aguentar a escuridão, e o que ele traz, consigo. Se fizemos isso, vamos valorizar a luz.

Então o homem que não quis entrar na floresta estava tentando negar o fato das sombras fazerem parte da vida. Além disso, ele se deixou vencer por seus medos e negou a si mesmo a experiência de enfrentá-los.

Velho Falcão – Keep Going – Joseph M. Marshall III