A Mulher e o Homem sonharam que Deus estava sonhando.

Deus os sonhava enquanto cantava e agitava seus maracás, envolvido em fumaça e tabaco.

E se sentia feliz, e também estremecido pela dúvida e pelo mistério.

Os índios Makiritari sabem que, se Deus sonha com comida, frutifica e dá de comer.

Se Deus sonha com a Vida, nasce e dá de nascer.

A Mulher e o Homem sonhavam que no sonho de Deus aparecia um grande ovo brilhante.

Dentro do ovo, eles cantavam, e dançavam, e faziam um grande alvoroço porque estavam loucos de vontade de nascer.

Sonhavam que no sonho de Deus a alegria era mais forte que a dúvida e o mistério, e Deus sonhando os criava, e cantando dizia:

– Quebro este ovo, e nasce a Mulher, e nasce o Homem, e juntos viverão e morrerão.

Mas nascerão novamente.

Nascerão e tornarão a morrer, e outra vez nascerão.

E nunca deixarão de nascer, porque a morte é uma mentira.