A Oitava Visão ensina a como acelerar a corrente adotando uma nova abordagem diante dos outros – filhos, amantes, amigos e desconhecidos.

O ritmo evolucionário começará a se intensificar à medida que as pessoas começarem a usar a energia de uma nova maneira ao se relacionarem com os outros. Como nossas consciências geralmente nos chegam através das outras pessoas, a Oitava Visão descreve em linhas gerais como podemos realçar esses encontros para que as informações sejam mais prontamente trocadas. À medida que aprendemos a ter relacionamentos mais conscientes, nossa evolução pessoal e a da geração seguinte – a dos nossos filhos – será acelerada porque nosso funcionamento será mais perfeito, seremos pessoas mais completas. Esta Visão fala sobre muitos tipos de relacionamentos, inclusive românticos, os dos pais com os filhos dinâmica de grupo.    

Um Resumo da Oitava Visão:

A Oitava visão é a consciência de que a maior parte das sincronicidades têm lugar através das mensagens que nos são trazidas por outras pessoas e que uma nova ética espiritual com relação aos outros estimula essa sincronissidade. Se não competirmos energeticamente com as outras pessoas, e permanecermos ligados à energia interior, podemos elevar as vibrações dos outros com nossa energia, focalizando a beleza em cada rosto, enxergando o gênio superior de cada indivíduo com quem entramos em contato. A energia que transmitimos ao eu superior conduz a outra pessoa a uma consciência mais plena de quem ela é e do que está fazendo, aumentando a possibilidade de que uma mensagem sincronística possa ser comunicada. Elevar as vibrações dos outros é especialmente importante quando interagimos com um grupo, uma vez que toda a energia do grupo pode penetrar naqueles que se vejam intuitivamente estimulados a falar. Também é importante usar a ática ao cuidarmos das crianças, precisamos nos dirigir à sabedoria do seu eu superior a tratá-las com integridade. Precisamos tomar cuidado nos relacionamentos românticos para que a ligação eufórica do amor não substitua nossa ligação com a energia mística interior. Esta euforia amorosa sempre degenera numa luta pelo poder pois as duas pessoas ficam viciadas uma na outra para a obtenção de energia.

Fonte: Guia de Leitura de A Profecia Celestina – James Redfield & Carol Adrienne