Este despertar representa a criação de uma visão de mundo mais nova, mais completa, que substitui a preocupação, que já dura há quinhentos anos, com a sobrevivência e o conforto secular. Embora essa preocupação tecnológica fosse um passo importante, nosso despertar para as coincidências da vida está nos abrindo para o verdadeiro objetivo da vida humana neste planeta e para a verdadeira natureza do nosso universo.

Usando a segunda visão e aumentando seus benefícios:

– Tenha consciência de que você escolheu viver neste momento crucial da história;

– Peça a seu eu superior que lhe envie mensagens claras;

– Reconheça a quantidade de tempo que você pensa tentando controlar os eventos ou as pessoas;

– Escolha atividades agradáveis.

Faça menos coisas em função de um senso de obrigação (o que é diferente de responsabilidade). Escolha um atividade da qual você esteja disposto a se ver livre, desde que seja capaz de fazê-lo agora com uma consciência clara. Divertir-se e gerar mais horas livres eleva seu nível de energia e aumenta suas chances de consciência;

Reconheça com gratidão qualquer estímulo que você receber;

Resumo da Segunda Visão:

A segunda visão é a consciência de que nossa percepção das misteriosas coincidências da vida é uma ocorrência histórica e significativa. Depois do colapso da visão de mundo medieval, perdemos a segurança oriunda da maneira como a Igreja explicava o universo. Por conseguinte, há quinhentos anos, decidimos coletivamente nos concentrar em dominar a natureza, em usar nossa ciência e tecnologia para nos acomodarmos no mundo. Pusemo-nos então a criar uma segurança secular destinada a substituir a certeza espiritual que perdêramos. Para nos sentirmos mais seguros, sistematicamente afastamos e negamos os aspectos misteriosos da vida no planeta. Fabricamos a ilusão de que vivíamos num universo totalmente explicável e previsível, no qual eventos acidentais não tinham nenhum significado. Pra manter a ilusão, tentemos a negar qualquer indício do contrário, a restringir a pesquisa científica dos eventos paranormais e a adotar uma atitude de absoluto ceticismo. Explorar as dimensões místicas tornou-se quase um tabu.

Aos poucos, contudo, um despertar teve início. Nosso despertar não é nada menos do que nos libertarmos da preocupação secular de era moderna, e a abrirmos nossa mente para uma visão nova e mais verdadeira do mundo.

Fonte: Guia de Leitura de A Profecia Celestina – James Redfield & Carol Adrienne